Fibromialgia…. tem sim tratamento e é muuuito eficaz!

A fibromialgia é, em poucas palavras e simplificando ao máximo, uma doença caracterizada por dor músculo-esquelética generalizada, acompanhada de problemas de fadiga, sono, memória e humor. Os pesquisadores acreditam que a fibromialgia amplifica as sensações dolorosas, afetando a maneira como seu cérebro processa sinais de dor.

Os sintomas às vezes começam após um trauma físico, cirurgia, infecção ou estresse psicológico significativo. Em outros casos, os sintomas se acumulam gradualmente ao longo do tempo sem um único evento desencadeante.

As mulheres são mais propensas a desenvolver fibromialgia do que os homens. Muitas pessoas que têm fibromialgia também têm dores de cabeça de tensão, distúrbios da articulação temporomandibular (ATM), síndrome do intestino irritável, ansiedade e depressão.

Causas – Os Não se sabe ainda ao certo sua causa, mas provavelmente envolve uma variedade de fatores que em conjunto desencadeiam este problema. Os principais fatores são:

Genética.  Como a fibromialgia tende a correr de mãe pra filha, avó pra neta, etc…, pode haver certas mutações genéticas que podem torná-la mais suscetível ao desenvolvimento da doença.

Infecções.  Algumas doenças infecciosas demonstraram desencadear ou agravar a fibromialgia.

Trauma físico ou emocional.  A fibromialgia às vezes pode ser desencadeada por um trauma físico, como um acidente de carro. O estresse psicológico também pode desencadear a condição.

Os pesquisadores acreditam que o estímulo nervoso repetido faz com que o cérebro das pessoas com fibromialgia mudem algumas sinapses nervosas. Esta mudança envolve um aumento anormal nos níveis de certos hormônios no cérebro que sinalizam a dor através dos neurotransmissores. Além disso, os receptores de dor do cérebro parecem desenvolver uma espécie de memória da dor e tornam-se mais sensíveis, o que significa que eles podem reagir de maneira exagerada aos sinais de dor.

Sintomas Os principais sintomas da fibromialgia incluem:

Dor generalizada.  A dor associada à fibromialgia é frequentemente descrita como uma dor constante e maçante que dura pelo menos três meses consecutivos. Para ser considerado generalizado, a dor deve ocorrer em ambos os lados do seu corpo e acima e abaixo da sua cintura.

Fadiga.  As pessoas com fibromialgia muitas vezes acordam cansadas, mesmo que possam dormir por longos períodos. O sono é muitas vezes interrompido pela dor, e muitos pacientes com fibromialgia têm outros distúrbios do sono, como a apneia do sono e também a síndrome das pernas inquietas.

Dificuldades cognitivas.  Um sintoma muito relatado é a “fibro neblina”, que prejudica a capacidade de se concentrar e prestar atenção em tarefas mentais e do dia a dia.

A fibromialgia não costuma estar sozinha, com ela, é comum o paciente também apresentar outras condições dolorosas, como:

  • Síndrome do intestino irritável
  • Enxaqueca e outros tipos de dores de cabeça
  • Cistite intersticial ou síndrome da bexiga dolorosa
  • Distúrbios da articulação temporomandibular

Fatores de risco – Os fatores de risco para a fibromialgia incluem:

Seu sexo.  A fibromialgia é diagnosticada mais frequentemente em mulheres do que em homens.

História de família.  Você pode ter mais probabilidade de desenvolver fibromialgia se um parente também tiver a condição.

Outras desordens.  Se você tem osteoartrite, artrite reumatóide ou lúpus, é provável que você desenvolva fibromialgia.

Complicações A dor e a falta de sono associados à fibromialgia podem interferir na sua capacidade de funcionar em casa ou no trabalho. A frustração de lidar com uma condição muitas vezes incompreendida também pode resultar em depressão e ansiedade relacionada à saúde.

A medicina tradicional Alopática não possui sequer tratamento para Fibromialgia, nem mesmo algo paliativo, deixando o enfermo com suas constantes dores insuportáveis para todo o sempre, e em uma vã tentativa de amenizar suas dores, os doutores alopáticos dopam seus pacientes, deixando-os completamente débeis, mas ainda assim sentindo as dores.

Já a medicina alternativa, através da Terapia Homeopática, traçamos um protocolo específico para cada paciente, conforme a dor de cada indivíduo, e com isso, a curtíssimo prazo, um grande alivio de suas dores e espaçamento das crises, e a médio prazo podendo vir sua cura completa e definitiva.

Na terapia Homeopática, quando bem aplicada conforme as leis de Hahnemann, possui sua ação medicamentosa espetacular, com resultados comprovados já nos primeiros dias. Sem nenhum efeito colateral, sem mais nenhuma patologia sintomática… é um tratamento que seu prazo depende muito de pessoa para pessoa, mas é de qualquer forma é o único tratamento funcional existente para esta patologia. Já nos primeiros dias promove uma melhora significativa.

A eficácia da terapia homeopática frente à Fibromialgia é tamanha, que me mantenho confortável para convidar você, que possui interesse em tratamento mas tem receio de não ter resultados, a vir iniciar sua terapia, e só começar a pagar quando alcançar os primeiros resultados do tratamento.

Escreva para: homeopatia@emmanuelphilippe.com.br e agende um bate-papo .

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *