Não sofra mais com Bronquite…

O ar entra pelo nariz, vai para a nasofaringe, chega até a laringe (cordas vocais) e, já no pescoço, desce por um tubo que se chama traquéia. Dentro do tórax, a traquéia divide-se em dois tubos chamados brônquios – um vai para o pulmão direito e outro para o esquerdo.

Bronquite é a inflamação dos brônquios. Existem dois tipos, a bronquite aguda, que geralmente é causada por vírus ou bactérias e que dura diversos dias até semanas, e a bronquite crônica com duração de anos, não necessariamente causada por uma infecção, e geralmente faz parte de uma síndrome chamada DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica), doença que pode ser descrita como um “guarda-chuva”, uma vez que contempla a bronquite crônica e o enfisema pulmonar. Em pessoas com bronquite crônica, as vias aéreas estão estreitas, tensas e muitas vezes cheias de muco, resultando na redução da passagem do ar.

A bronquite aguda ou crônica é caracterizada por tosse e expectoração (que expulsa, por meio da tosse, secreções provenientes da traquéia, brônquios e pulmões) e sintomas relacionados à obstrução das vias aéreas pela inflamação e pelo expectorado, como dificuldade de respiração e chiados.

As pessoas que sofrem de bronquite muitas vezes tosem com um muco espesso, difícil de expectorar. A bronquite pode ser aguda ou crônica.

A Bronquite em seu quadro agudo, geralmente é de origem viral. Os vírus infectam uma determinada região dos Brônquios chamada epitélio, causando uma inflamação e consequentemente aumento de produção de muco. O sintoma mais comum é a tosse, que é desenvolvida através de uma ação do seu organismo em reagir contra essa infecção e assim expelir o muco produzido pela inflamação.

Outros sintomas bastante comuns na Bronquite Aguda, incluem dor de garganta, corrimento e congestão nasal (coriza), febre baixa a moderada, pleurisia, mal estar e produção de catarro.

Já na Bronquite Cronica, é um tipo de doença pulmonar obstrutiva, é definida por uma tosse produtiva de pelo menos três meses de duração por ano (não necessariamente consecutivos) por 2 anos ou mais. Outros sintomas podem incluir chiado e falta de ar, especialmente durante exercícios físicos. A tosse é muitas vezes pior logo depois de acordar, e o catarro produzido pode ter uma cor amarela ou verde, podendo apresentar estrias de sangue.

A bronquite crônica é causada por uma lesão recorrente ou irritação do epitélio respiratório dos brônquios , resultando em crônica a inflamação , edema (inchaço), e aumento da produção de muco pelas células caliciformes. O fluxo de ar para dentro e para fora dos pulmões é parcialmente bloqueada devido do muco inchaço e extra nos brônquios ou devido a reversível broncoespasmo.

Examinando o doente, o especialista pode notar roncos e outras alterações na auscultação do tórax com o estetoscópio. A história clínica irá definir se o caso é agudo ou crônico

Na medicina tradicional alopática, o tratamento consiste em entupir o doente com antibióticos e corticoides, que deixam o organismo ainda mais fragilizado e ocasionando outros problemas de saúde, como: Insuficiência da glândula supra-renal, Síndrome de Cushing, Osteoporose, Catarata, Trombose, Úlceras, Hipertensão arterial, Hiperglicemia, Obesidade, Psicopatias e distúrbios do Humor, e mais outros sintomas menos relevantes. Isso tudo, sem contar que não cura a bronquite, mas sim, mascara seus sintomas e em pouco tempo tudo retorna ainda mais forte do que antes.

Na medicina alternativa, através da Terapia da Homeopatia, tratamos o doente de forma oposta. É feito uma investigação detalhada e criteriosa, para saber a origem exata do problema, seu tempo de instalação no organismo e com isso, é traçado um protocolo de tratamento específico para o seu organismo, com medicações pensadas e manipuladas exclusivamente para o seu corpo.

Se este é seu caso, procure orientação e terapia homeopática, escreva para terapeuta@emmanuelphilippe.com.br e agende um horário.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *